Um dos melhores eventos culturais da história da cidade, a Festa Literária Internacional de Maringá tem um legado de peso. Em suas três primeiras edições, de 2014 a 2016, o evento trouxe à cidade alguns gigantes do cenário literário nacional,a exemplo do romancista manauara Milton Hatoum, o jornalista e escritor paulista Ignácio de Loyola Brandão, o contista mineiro Mario Prata e a jornalista e romancista carioca Ana Maria Machado - imortal da Academia Brasileira de Letras - , entre outros figurões.

Representantes da literatura internacional também desembarcaram na Flim. Um dos grandes destaques da edição do ano passado foi o romancista angolano José Eduardo Agualusa, finalista do Man Booker International - o mesmo prêmio que já parou nas mãos de Philip Roth e de Alice Munro.

Divulgação

O angolano Mia Couto, que volta e meia vem ao Brasil: cogitado para o Prêmio Nobel

Para este ano - a data do evento ainda não foi confirmadas -, os organizadores têm uma árdua missão: conseguir fazer uma edição tão competente como as anteriores. Para isso, O Diário elaborou uma lista com sugestões de nomes que poderiam vir para a 4º edição da Flim. São autores consagrados, que costumam carregar um bom público para mesas-redondas, oficinas literárias e debates, e que nunca estiveram em Maringá. O escritor argentino Alan Pauls, uma das vozes mais celebradas do cenário latino-americano, seria uma ótima pedida. O autor do romance "O Passado" - que foi levado às telonas em filme com Gael García Bernal e participação de Paulo Autran - foi convidado a participar da Flim de 2016, mas acabou recusando o convite. Alan Pauls já havia confirmado eventos na Alemanha, agendados no mesmo mês da Flim. "Quem sabe no próximo ano?", sugeriu o romancista argentino, em troca de e-mails com os organizadores. Já que ele bate cartão em diversas cidades brasileiras, participando de conversas inclusive no interior do País, quem sabe não é agora que, finalmente, Alan Pauls vem a Maringá?

Da terrinha

O romancista Valter Hugo Mãe e o poeta Gonçalo M. Tavares, ambos portugueses, também poderiam ser convocados às mesas-redondas da Flim: os dois vêm com frequência ao Brasil, também rodando cidades que estão além do circuito Rio-São Paulo.

Mais difíceis, porém não impossíveis, seriam o moçambicano Mia Couto e o português António Lobo Antunes. A ex-secretária de Cultura de Maringá, Olga Agulhon, chegou a negociar a vinda de Mia Couto, que amiúde surge no Brasil para uma série de encontros com leitores, mas as negociações, infelizmente, não avançaram. Funcionários da antiga gestão da Secretaria de Cultura comentaram ao jornal que a funcionária responsável pela agenda de Mia Couto simplesmente demorava demais para se manifestar durante as conversas. Gerou comoção e rebuliço, nas redes sociais, a repercussão do processo de negociação com o romancista moçambicano, que volta e meia é cotado para receber Prêmio Nobel.

Divulgação
Alan Pauls: escritor argentino foi sondado para participar da última edição da Flim

A última passagem de António Lobo Antunes no Brasil foi em 2009, para uma palestra em Paraty (RJ), onde foi aplaudido em pé. O maior romancista vivo de Portugal - há quem defenda, com razão, que ele seja maior do que José Saramago - investe em uma linguagem radicalmente poética, retomando lembranças da guerra em Angola, quando atuou como médico. "Memória de Elefante" e "Cus de Judas" estão, seguramente, entre os melhores romances do nosso tempo, ao lado de obras de Philip Roth e Cormac McCarthy.

Confira abaixo a lista sugerida pelo Diário, que ainda conta com nomes brasileiros, como Paulo Lins e Raimundo Carrero, para debates e mesas-redondas, e músicos como João Bosco e Ivan Lins, para os shows de encerramento da Flim – que, nas duas últimas edições, contou com apresentações épicas de ninguém menos que Jorge Mautner e Tom Zé.

Quem poderia vir

Alan Pauls
romancista argentino

Mia Couto
romancista moçambicano

António Lobo Antunes
romancista português

Valter Hugo Mãe
romancista português

Gonçalo M. Tavares
poeta português

Raimundo Carrero
romancista pernambucano

Sérgio Sant'Anna
contista e romancista carioca

Marçal Aquino
romancista paulista

Alcir Pécora
critico literário e escritor

Nuno Ramos
romancista paulistano

Paulo Lins
romancista carioca

Lira Neto
jornalista e biógrafo cearense

Ruy Castro
jornalista e biógrafo mineiro 

Show de encerramento

João Bosco

Ivan Lins

Alceu Valença

Jards Macalé