Matheus Zucato, na obra "Os Dois Fazendeiros", conta a história de dois senhores viúvos que habitavam uma pequena cidade em Caminho da Fé, Minas Gerais. Cada um morava em sua fazenda, mas travavam uma guerra interminável sobre quem era o verdadeiro dono das terras do lado sul do local. Até que decidem finalmente uma forma de declarar o vitorioso e encerrar de uma vez por todas essa disputa.

Os filhos de ambos desapareceram ainda pequenos nas redondezas, e as crianças sempre acreditaram que algo assombrava ou atormentava as fazendas. A obra é narrada pelos relatos que os homens escreviam, a partir de seus próprios pontos de vista, relatando seus sentimentos e desejos mais profundos, principalmente o de assassinarem um ao outro. Tudo isso traz à trama um forte terror psicológico e leva o leitor a uma atmosfera de intrigas e suspense.

A cada página virada de "Os Dois Fazendeiros", uma nova situação aparece para mexer com as sensações do leitor. Original, intenso, envolvente e perfeito para os amantes de boas ficções recheadas de suspense, o livro tem um final surpreendente, que não deixa a desejar.

Sobre o autor:
Matheus Zucato Robert, nascido em Santa Bárbara D’Oeste (SP), em 1994, foi criado a vida toda em Monte Sião, no sul mineiro. Leitor assíduo de clássicos da literatura, o autor é inspirado principalmente por autores como Kafka, Saramago, Machado de Assis, Choderlos de Laclos, Poe, Hermann Melville e William Golding. Divide atualmente o tempo cursando Engenharia Hídrica, pela Universidade Federal de Itajubá - MG, e escrevendo livros, dos quais publica seu primeiro: Os Dois Fazendeiros.



Website: http://www.autografia.com.br/loja/os-dois-fazendeiros/detalhes