Vivemos em uma sociedade de grandes diferenças sociais. As oportunidades não são igualitárias e muitos sofrem com a falta de recursos que, em boa parte das vezes, deveria ser suprida pelo Estado. Porém, a escassez de estrutura também abre espaço para solidariedade. São iniciativas que mudam as perspectivas de vidas: os projetos sociais.

Transformar um cenário local, de uma cidade, comunidade ou região requer tempo, disponibilidade e empatia. Por isso, os projetos sociais ganham cada vez mais importância, preenchendo uma lacuna deixada pelos Governos Federal, Estadual e Municipal. Essa possibilidade de evolução pode ocorrer através do esporte, da educação, da saúde ou da arte.

Mas as pessoas não são apenas as únicas impactadas. Cada vez mais empresas estão aderindo ou criando seus próprios programas. Dentre as várias motivações para esta tendências estão: os incentivos fiscais, a necessidade da construção de uma imagem positiva para os consumidores e a genuína preocupação social. Além disso, os projetos fomentam a economia, gerando empregos, renda e até mão de obra mais qualificada.

Um dos grandes empresários brasileiros, Eduardo Plass, sócio da Opus Investimentos, acredita que os projetos sociais e culturais podem ser a chance que muitas pessoas tem de superar uma negligência imposta pela realidade. Por isso, junto com sua esposa Jacqueline Jappur Plass, fundou os Institutos Social e Cultural PLAJAP. Um facilitador na captação de recursos para Instituições e Projetos Sociais ou Educacionais.

Os Institutos PLAJAP são elos de ligação entre as iniciativas transformadoras com pessoas e empresas que acreditam no mais importante recurso econômico: o ser humano.



Website: http://plajap.com.br/wp/institucional/apresentacao/