Ao atender o telefone, a voz surge na linha em meio a ruídos de outras mesas, som ambiente e copos trincando. "Aqui é o Zé, o bonitão de Maringá", identifica-se, rapidamente, o proprietário do Bar do Zé, José Antônio Bacarim, de 36 anos.

Eleito por 12% dos internautas do Viva Maringá como o melhor boteco da cidade, o Bar do Zé venceu o Kanarinhu's, com 10%, e o Santo Bar, com 9% - confira a lista dos botecos que participaram da eleição.

A explicação para o bom desempenho? "A gente faz muitas amizades por aqui. Não temos formalidade com os clientes. Viu só? Atendi o telefone, com você na linha, fazendo piada. Às vezes, mando o cliente tomar no c...", revela Zé, com uma boa risada.

A ideia de abrir o boteco surgiu há 10 anos. Sua mãe e a irmã já trabalhavam no local, onde antes funcionava um restaurante. "Elas me disseram que o lugar era a minha cara e que eu poderia abrir um bar. Nunca tive nenhum bar. Foi por Deus que deu certo", diz.

O forte no Bar do Zé são os espetinhos. Ao todo, o bar oferece nove sabores e os preços variam entre R$2,50 a R$3. Os espetinhos de boi, kafta e coração saem por R$2,50, enquanto o de costela atinge o maior preço.

As cervejas, sempre bem geladas, são vendidas em lata ou garrafa. Não há cervejas long neck. Mas se você não está a fim de um espeto, pode investir numa das nove porções do local, como o frango à passarinho (R$10) eo filé de tilápia (R$14).

 

VEJA TAMBÉM