Engana-se quem imagina que o legado do chope é apenas a ressaca do dia seguinte – quando degustado em doses cavalares. A cervejaria maringaense Eden Beer, que comemora 7 anos neste mês, é prova de que o legado do chope não é uma dor de cabeça infernal: é sabor, planejamento e história, ingredientes dosados na medida certa.

Quando abriu as portas e as torneiras na avenida Laguna, ostentando no local a própria fábrica, Leonardo Grasieri e sua família diziam, em tom profético, que haveria, muito em breve, "um boom cervejeiro no Brasil". "Eu sabia disso porque na Europa e nos Estados Unidos, que eu havia visitado, a cerveja já estava nesse boom há quase vinte anos. Para chegar até aqui, era uma questão de tempo", comenta o empresário, por telefone, cercado por rugidos graves, assustadores e barulhentos. "Você está me ouvindo bem? Estou produzindo chope nesse exato momento", explica, cordialmente.

Sete anos depois, o boom cervejeiro previsto por Leonardo revolucionou a rotina dos boêmios. As estruturas dos bares se modernizaram, os sabores de cerveja se multiplicaram, as porções ganharam toques surpreendentes nos botecos das capitais e aqui em Maringá, comprovando o cenário que, há 7 anos, o empresário havia imaginado. "E quando tudo isso acontecer", ele dizia lá atrás, "a nossa ideia é ser uma espécie de referência na cidade". Depois de tanto tempo, impossível mudar uma única vírgula de suas fórmulas – as do papel e, claro, as que jorram das torneiras.

A Eden Beer começou com apenas quatro opções de chopes: pilsen, larger, munich dunkel e weizen (trigo). Todos se mantém ainda hoje no cardápio, que ficou mais encorpado, com a presença de mais três rótulos que são modificados de acordo com as estações do ano.

Considerando todas as possibilidades de chope – bebida que mais sai nas mesas, embora a casa também ofereça, em garrafas, as cervejas de receitas autorais –, cada cliente que chega à mesa do bar já traz, no peito e na garganta, sua bebida favorita. Muitos, ali, não estão estreando seus goles. Há quem preferia o pilsen, pela leveza e por ser refrescante. Há quem prefira o lager, mais encorpado.

Há uma Eden Beer favorita para cada cliente. A minha, definitivamente, é a Eden Beer da Red Ale. Ainda não achei, por aí, algum chope idêntico: gosto do tom, do jeitão encorpado, da cor avermelhada, gosto que vai bem com carne, frango, batata frita, é um chope que, de tão saboroso, combina com qualquer coisa – inclusive, vai muito bem, também, volumosamente, emendando um copo atrás do outro, sem comida alguma e, felizmente, sem ressaca na manhã seguinte.

Cada um tem sua Eden Beer predileta. Há quem prefira degustá-la em casa, servindo-se na chopeira que a casa disponibiliza desde que passou a trabalhar, em 2010, com o esquema de chope delivery – hoje presente em mais quatro estados.

Cheia de novidades, a casa vem lançando praticamente uma cerveja nova por mês. Para chamar a atenção do Outubro Rosa, movimento mundial em conscientização do câncer de mama, a casa preparou uma bebida à base de beterraba. Em novembro, a casa trouxe à tona, novamente, a Patilazzo, cerveja autoral que fez bastante sucesso no início deste ano, à base de melancia, bem leve e refrescante.

Neste mês, para celebrar o Natal, investiu na Hoho Hooooo, preparada com malte Viena Alemão, equilibrada e suave, com sabor mentolado. Restam, ainda, unidades no estoque – o kit com duas garrafas e um copo sai a R$ 29,90; cada garrafa é oferecida a R$ 10 (500 ml).

Novo endereço

No segundo semestre de 2018, a casa vai inaugurar um novo espaço em Maringá. O endereço da Laguna continuará como bar e fábrica, mas a produção será direcionada apenas aos clientes maringaense.

No novo endereço, a produção será distribuída para clientes de outras cidades da região. Não haverá um bar no local, embora, pelo menos no início, a intenção seja realizar alguns eventos esporádicos.

"Queremos triplicar nossa produção", avisa o empresário, responsável por 120 mil litros mensais de chope. "Sabíamos que o empreendimento daria certo: a cerveja é a paixão do brasileiro. Mas dá trabalho produzir, viu?", observa, no meio dos altissonantes berros das máquinas.

História líquida
Nesses sete anos de Eden Beer, incontáveis litros molharam o verbo de casais, grupos de amigos e colegas de trabalho que, muitas vezes, se estenderam por toda a noite, até o bar fechar as portas. Milhares de romances foram feitos na mesa da Eden Beer, incontáveis novas amizades foram descobertas, várias possibilidades de negócios surgiram à tona nas mesas internas e externas da choperia.

Durante todo esse período, enquanto clientes degustavam e curtiam os sabores do chope, a Eden faturava medalhas Brasil afora. Faturou duas medalhas no Concurso de Cervejas Artesanais em Blumenau (SC) e não desistiu de inventar novos sabores.

Quando alguém pede um chope, seja ele qual for, não está apenas curtindo uma bebedeira, disposto a bebericar o máximo possível, torcendo para, no dia seguinte, não ser atormentado pela aterrorizante ressaca.

Nas celestiais mesas da Eden Beer, quem pede uma bebida está solicitando um chope incomum e raro: um chope de nome, sobrenome e um louvável legado líquido.


EDEN BEER
Onde: Av. Laguna, 1520, Zona 3
Quando: terça a domingo, das 17h à 0h.
Telefone: 3023-7171.

Divulgação
ENGARRAFADAS. Algumas das opções de cervejas artesanais produzidas pela Eden Beer. - JC FRAGOSO
 

VEJA TAMBÉM