Com quase oitenta anos nas costas, Mitsuyo Tomita coordena a cozinha do Taiyo sem parar um segundo. Desde que a petiscaria abriu, há 35 anos, são as mãos dela que dão o tempero certo da dobradinha e do sashimi. “Já falei para ela ficar em casa, não quer. Diz que fica doente”, comenta o filho da cozinheira e proprietário do bar, Roberto Tomita, de 47 anos.

A casa, quem abriu foi o pai de Roberto. Servindo café e uns salgadinhos. Passou 15 anos na Av. Brasil. Com o tempo, o cardápio tomou forma e o bar, após uma primeira mudança de endereço, nunca mais deixou a praça Monsenhor Bernardo Cnudde: destino de empresários, políticos, professores, médicos e bancários em busca de uma boa happy hour.

O climão é sem frescura. Com mesinhas de plástico e cerveja gelada . Às terças e quartas, o forte do bar são as porções de sushis: nove opções servidas exclusivamente nestes dias. Se estiver em dias mais orientais, boa pedida são os seis tipos de sashimis, disponíveis diariamente.

Das 24 porções com peixes e frutos do mar - além de outras 23 mais tradicionais -, um dos destaques é a de camarão à milanesa, servida na companhia de molhos picante e tártaro.

O tom exótico do cardápio fica por conta da porção de rã à dorê. “É uma carne extremamente saborosa”, comenta Roberto.

Os peixes dominam, como era de se esperar, os pratos à la carte. Destaque para o linguado com cogumelo, acompanhado por arroz.

A intenção, a curto prazo, é expandir o Taiyo no terreno ao lado e abrir um salão de festas com um bufê de sorvetes.

Prato
  • Peixes / Frutos do Mar
Serviços
  • À la carte
  • Porções
  • Bar
  • Restaurante
Formas de pagamento
  • Visa
  • Visa Electron
  • Master Card
  • Maestro
Endereço e contato
  • Praça Monsenhor Bernardo Cnudde, 456, Zona 07, Fone: (44)3223-3806
  • Facebook
  • Site