O imperador do Japão ordenou que um de seus súditos partisse numa caminhada solitária em busca da resposta para a longevidade. E que não voltasse de sua empreitada sem a resposta. O súdito, enfrentando todas as dificuldades existentes, encontrou uma flor resistindo ao rigoroso inverno oriental. Da flor, ele extraiu um saboroso chá. Ao regressar de sua jornada, levou consigo a resposta ao imperador: o segredo da longevidade está na Flor Tatibana. Essa é apenas uma das diversas lendas que envolvem o nome do restaurante oriental. Pelo nome, que remete à tradição, já dá para ter uma ideia do que você vai encontrar no local.

O clima é bem intimista, tudo muito calmo e sereno. As pessoas conversam ao pé do ouvido enquanto as caixinhas de som executam, baixinho, uma canção entoada por algum cantor japonês. É um ambiente conservador e bem aconchegante. Tradição talvez seja a palavras que melhor defina o Tatibana, que se orgulha de reproduzir, fidedignamente, as receitas da gastronomia oriental. Esse é o diferencial da casa, na opinião do sócio-proprietário Ricardo Eguchi.

Para quem está a fim de provar uma grande variedade de pratos, ele aconselha o rodízio (R$39). Se você topar, prepare-se para receber, em quantidade ilimitada, os sushis califórnia, philadelphia, Romeu e Julieta, sashimis e o shitake - cogumelo frito na manteiga. Para beber, Egushi indica as capirinha de saquê, mais leve do que as de vodka, disponível nos sabores uva, kiwi, limão e morango. À lá carte, a sugestão é o Sukiaki, um prato preparado na mesa, em frente ao cliente.

Prato
  • Peixes / Frutos do Mar
  • Chinesa
  • Japonesa
Serviços
  • Bufê
  • À la carte
  • Porções
  • Rodízio
  • Restaurante
Formas de pagamento
  • Visa
  • Visa Electron
  • Master Card
  • Maestro
Endereço e contato