As negociações para trazer o Skank a Maringá não avançaram. Uma funcionária da produção confirmou na quinta (21) a O Diário que pode ter havido problemas por conta de datas ou até mesmo econômicos.

Conforme O Diário havia divulgado com exclusividade no início de julho, a banda negociava uma apresentação em outubro na cidade. O local e os valores dos ingressos não chegaram a ser divulgados.

Em Londrina, as negociações deram certo e a banda se apresentou no mês passado, no ginásio Moringão, com ingressos de R$ 65 (arquibancada, meia-entrada ou com 1 kg de alimento) a R$ 165 (pista inteira).

Na turnê do álbum "Velocia" (2014), Samuel Rosa (guitarra e voz), Henrique Portugal (violão, teclados e vocal de apoio), Lelo Zaneti (baixo e vocal de apoio) e Haroldo Ferretti (bateria) retomam alguns dos vários sucessos acumulados na carreira.

Canções como "Jackie Tequila", "Te Ver", "Três Lados" e "Acima do Sol" estão garantidas nos shows dos mineiros.

O último show do quarteto, em Maringá, foi em 2001 durante a turnê do álbum "MTV Ao Vivo", no ginásio Chico Neto.